10 dicas para ser um produtor cultural

 

Vamos direto ao ponto, ou melhor, aos pontos.

 

1. Antes de tudo seja um consumidor cultural. Frequente os espaços culturais da sua cidade, os eventos, consuma os produtos locais, discos, livros, filmes... Esteja atento ao que está acontecendo, não seja alheio.

 

2. Importe-se com políticas públicas. Sim, sabemos bem como é cansativo participar da reunião do fórum, de uma conferência de cultura ou de ações do tipo, as vezes são horas e horas de discussão e você alí vendo tudo aquilo acontecer novamente. Mas é isso, vale a pena, é preciso estar atento, participando e construindo junto com o coletivo. Toda melhoria no macro irá repercutir em melhorias para você, para sua empresa, seu projeto, seu grupo.

 

3. Busque conhecimento, formação, possibilidades de te enriquecer ainda mais com informações e trocas de experiências. Tire um tempo para frequentar uma oficina, um workshop, seminário, palestra, ou até mesmo fazer o curso de produção cultural no IFRN, o único curso superior aqui no estado. Os já veteranos também precisam estar se atualizando e aprender nunca é demais.

 

4. Procure se manter informado sobre o que está acontecendo na área, por exemplo: alterações nas leis de incentivo, possibilidades de financiamento, editais, e até mesmo assuntos relacionados, como a situação econômica do país e da sua cidade, segurança, etc.

 

5. Primeiramente messssmo, esse ponto é para ser o de partida, entenda que cultura não é apenas aquilo que você gosta e também que não se trata apenas das linguagens artísticas (teatro, música, dança, cinema, etc). É de suma importância buscar por esse conhecimento teórico sobre os conceitos de cultura, de diversidade cultural e tantos outros que você vai descobrir quando se jogar nessas leituras e papos. 

 

6. Respeite os outros profissionais. Você pode até não gostar de tal banda, ou do festival de tal produtor, mas respeite. Não gosta? Não vá. Tem algo que lhe incomoda, uma crítica ou algo assim? Chegue e fale individualmente, troque ideia, mas sempre com respeito.

 

7. Não seja aquela pessoa que coloca o orçamento lá embaixo sem critérios, isso prejudica todo o mercado profissional. Assim como também não seja aquela que cobra um preço altíssimo pelo seu serviço sem critérios.

 

8. Esteja preparado para abdicar de finais de semana de pernas pro ar, aniversários em família, datas comemorativas, entre outros momentos que muitas vezes todo mundo estará se divertindo e você trabalhando.

 

9. Mantenha uma postura profissional. Não é porque a sua banda preferida está tocando no palco do festival que você atua, que você vai pegar uma cerveja e ir pra frente do palco curtir o show. 

 

10. O trabalho nunca acaba quando o evento/ação/espetáculo/show/... termina.

 

 

Gostou dessa listinha básica? Compartilha com aquele (a) amigo (a) que está iniciando na área ou que tem interesse nesse universo. A ideia desse blog é proporcionar essas trocas de conteúdos. Se você tiver mais alguma dica para acrescentar a essa lista deixa aqui nos comentários. 

 

 

 

 

 

Compartilhe
Compartilhe
Compartilhe
Please reload

Leitura obrigatória!

10 dicas para colocar as ideias em pratica

21.05.2018

1/2
Please reload

Novas
Please reload

Encontre por #
Please reload

Natal . RN . Brasil

© 2019 por Pinote Mídia & Produção Cultural